12/27/2009

prece

dá-me a lucidez das
correntezas para que eu descubra
entre as tristezas que se
avolumam algum
sorriso mesmo
que não seja para mim

dá-me a serenidade de uma
estrela para que eu imagine
entre as lágrimas que não
me deixam qualquer
paz ainda
que breve

dá-me a claridade das
luas cheias para que eu invente
entre as angústias que se
esparramam um
horizonte mesmo
que se transmude em ilusão

dá-me a esperança das
árvores para que eu teça
entre as ausências que se
imensificam uma sanidade ainda
que estofada de
delírios





publicado em "desencontrados ventos"
2002





Adair Carvalhais Júnior

7 comentários:

Adair Carvalhais Júnior disse...

O nosso caminho é feito
Pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada...
Depende dos que vão conosco!

Assim, neste NOVO ANO que se inicia
Possamos caminhar mais e mais juntos...
Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ,
SAUDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR.

Um ótimo 2010.

Olavo.


Obrigado Olavo.
Que 2010 lhe traga saúde e paz.

Mari Amorim disse...

Venha 2010 e que
Tenhamos
Um novo florescer.
Que não haja trevas
Nem noites insones.
Que diante da dor
Não nos deixemos
Curvar.
Que nas lutas diárias
Haja um brado
De ousadia
E fé.
E que a Sua mão
Senhor Deus
Traga-nos sempre
Um afago
E amparo.
Amém!
Feliz Ano Novo!
bjs,
Mari Amorim

Adair Carvalhais Júnior disse...

Um 2010 bem redondo para vc, Mari.

bj

Anônimo disse...

Adoro esse.
Engraçado que ele assume sempre uma forma diferente, dependendo de quando o leio.
Mas acho que é assim com todos os seus poemas. Hoje ele me fez feliz.
Beijos
Julia

Adair Carvalhais Júnior disse...

Um poema fazer felicidade não é perfeito ?

muitos beijos

maria semanovschi disse...

Maravilhosa prece! Bjs

Adair Carvalhais Júnior disse...

Obrigado, Maria.

Pela visita e pelo comentáiro.
Fico feliz q tenha gostado.